BCAA

Branched Chain Amino Acids – BCAA

APRESENTAÇÃO

Os aminoácidos de cadeia ramificada, derivado do inglês branched chain amino acids (BCAA) compreendem três aminoácidos essenciais: leucina, isoleucina e valina. Nosso corpo não consegue produzir nenhum aminoácido essencial, desta maneira, é necessário consumir via alimentação (frango, ovos, leite, queijos, carne vermelha, grãos e peixes são algumas da fontes) ou em alguns casos via suplementação.

PROPRIEDADES DOS BCAA

Pode promover a síntese proteica, reduzir o catabolismo e em algumas situações servir de substrato para a gliconeogênese1.

BCAA & DANO MUSCULAR INDUZIDO PELO EXERCÍCIO FÍSICO

Uma recente revisão sistemática demonstrou que a suplementação com 200mg/kg de BCAA durante 10 dias, consumido antes do exercício pode reduzir os marcadores de dano muscular quando comparado com placebo2.

BCAA & FADIGA CENTRAL

Sugeriu-se que mudanças na síntese e no metabolismo neurotransmissores, como a serotonina (5-hidroxitriptamina, 5-HT), poderiam contribuir para a fadiga durante o exercício prolongado3. A síntese de 5-HT é dependente da concentração plasmática do triptofano livre, dessa forma, a hipótese que a suplementação com BCAA poderia induzir uma redução dos precursores de 5-HT pela barreira hematoencefálica, entretanto, não existe evidência dessa teoria3.

BCAA & ENCEFALOPATIA HEPÁTICA

A encefalopatia hepática (HE) é uma complicação importante da cirrose que está associada a mau prognóstico, baixa qualidade de vida e alto risco de recorrência4. O tratamento baseia-se na redução de absorção de amônia e uma intervenção nutricional de uma dieta com baixo teor de proteína tem sido considerada a base de tratamento e prevenção da HE5. Indivíduos com cirrose apresentam uma diminuição na concentração plasmática de BCAA e um aumento dos aminoácidos aromáticos (AAA). Existe a hipótese que os AAA “inundariam” o sistema nervoso central e estão associados a alteração excitabilidade neuronal, dessa forma, a suplementação oral com BCAA diminuem a proporção de AAA porque competem pelo mesmo transportador (sistema L) através da barreira hematoencefálica6. O consumo de BCAA por indivíduos com cirrose induz um balanço nitrogenado positivo, podendo aumentar massa muscular e desintoxicação de amônia extra-hepática. Uma meta-análise demonstrou que os pacientes que receberam BCAAs apresentaram melhor recuperação da HE comparado ao grupo que não receberam7.

 

Referências:

  1. Rahimi, M. H., Shab-Bidar, S., Mollahosseini, M. & Djafarian, K. Branched-chain amino acid supplementation and exercise-induced muscle damage in exercise recovery: A meta-analysis of randomized clinical trials. Nutrition 42, 30–36 (2017).
  2. Fouré, A. & Bendahan, D. Is branched-chain amino acids supplementation an efficient nutritional strategy to alleviate skeletal muscle damage? A systematic review. Nutrients 9, 1–15 (2017).
  3. Watson, P. Amino Acids and the Brain : Do They Play a Roie in ‘Central Fatigue’? Int. J. Sport Nutr. 37–47 (2007).
  4. Prakash, R. & Mullen, K. D. Mechanisms, diagnosis and management of hepatic encephalopathy. Nat. Rev. Gastroenterol. Hepatol. 7, 515–525 (2010).
  5. Les, Ĩ. et al. Effects of branched-chain amino acids supplementation in patients with cirrhosis and a previous episode of hepatic encephalopathy: A randomized study. Am. J. Gastroenterol. 106, 1081–1088 (2011).
  6. Lanna, A. de P. et al. Abordagem terapêutica na encefalopatia hepática. Rev Med Minas Gerais 21, 77–80 (2011).
  7. Muto, Y. et al. Effects of oral branched-chain amino acid granules on event-free survival in patients with liver cirrhosis. Clin. Gastroenterol. Hepatol. 3, 705–713 (2005).

Rodrigo Loschi - Nutricionista

Comunicado

---

A partir do dia 09/01/17 estaremos atendendo em novo endereço:

Rua Capitão Cassiano Ricardo de Toledo, 191, Sala 2109.
Edifício Golden Office
Chácara Urbana, Jundiaí - SP, 13201-840.

Contatos:

(11) 4805-2923 / (11)  3379-3752
icone-whats (11) 98493-0438